Apoie a transição energética no transporte público de JP

Motoristas, cobradores, ciclistas, estudantes, crianças, idosos e gestantes. Dentro de um veículo, na parada de ônibus ou andando na rua, todos estamos expostos a um vilão da saúde humana e do meio ambiente: o diesel, único combustível utilizado nos 544 ônibus do transporte coletivo urbano de João Pessoa.
Apesar da frota de ônibus ser pequena, ela contribui com mais de 51 mil toneladas de CO2 anualmente, quase ¼ de toda a poluição gerada pela queima do diesel na cidade. Poluição essa que impacta: na mudança do clima, contribuindo para o aumento da incidência de eventos extremos como secas e muitas chuvas; e na saúde pública, matando mais de 50 mil pessoas por ano no Brasil, além de causar doenças como câncer de pulmão, ataque cardíaco e derrame cerebral. Pesado, né?
Mas não é só isso! Os ônibus de João Pessoa, além de lançar muita poluição, emitem muito barulho. E não é pra menos: em uma consulta sobre a experiência dos usuários de ônibus, constatamos que 79,4% dos passageiros reclamam do barulho alto que os ônibus geram. Quantas vezes você já precisou desligar o telefone no ônibus ou na parada porque não escutava nada? Ônibus a diesel é coisa do passado!
A troca de ônibus a diesel por ônibus limpos e o aumento da frota, garante uma melhora no trânsito e na qualidade de vida de milhões de pessoas, através da redução da emissão de poluentes na cidade. E o melhor de tudo: pode gerar um alívio no bolso do usuário. Isso porque 27% do preço da tarifa é referente ao custo com diesel, o que representa cerca de R$ 1,00.
Para mudar esta realidade, precisaremos do seu apoio! Assine o formulário e receba informações sobre as próximas ações! Estamos juntes por uma João Pessoa menos poluída e mais sustentável.




Somos a primeira geração que será impactada pelas mudanças climáticas. A criação de políticas públicas para minimizar esses efeitos só serão sentidas a longo prazo, por isso precisamos começar a agir agora!





o que as empresas podem fazer:
  • Investir em tecnologia de ponta, buscando alternativas e soluções sustentáveis;
  • Buscar linhas de créditos que financiam as iniciativas;



o que o governo pode fazer:
  • Monitorar a qualidade do ar e produzir relatórios;
  • Formular e implementar programas e políticas públicas para minimizar (e até zerar) a emissão de poluentes, como por exemplo, a utilização de tecnologias limpas no transporte público;




o que você pode fazer:
  • Deixar o carro em casa ou dar/pegar carona para diminuir a emissão de poluentes;
  • Andar de ônibus e andar a pé;
  • Clicar no botão abaixo, se inscrever na nossa base e nos ajudar!
  • 
    
    
    





1) Temos como base SP e Santo André:
São Paulo: Em janeiro de 2018 foi sancionada a Lei 16.802, que estabelece uma redução gradativa nas emissões de poluentes dos ônibus que realizam o transporte coletivo na cidade, com um prazo máximo de 20 anos para zerar as emissões.
Santo André, no ABC Paulista, tornou-se a segunda cidade brasileira a estabelecer um prazo para a eliminação do diesel no transporte municipal. No edital de licitação lançado em novembro de 2018, a Prefeitura exigiu das empresas concorrentes que a frota de ônibus apresente uma redução de 20% das emissões de poluentes já no primeiro ano e que ao final de 20 anos a emissão de CO2 seja zero.

2) Sobre os perigos a saúde:
A poluição decorrente da queima de combustíveis fósseis é nociva não só para o Planeta, mas também afeta diretamente a saúde das pessoas. Um dos poluentes emitidos pela queima do diesel é o Material Particulado, que, no corpo humano tem efeitos causadores de doenças respiratórias, isquêmicas cardiovasculares e cerebrovasculares e câncer de pulmão.
De acordo com o ICCT (The Internation Council for Clean Transportation), os poluentes emitidos somente pelos veículos a diesel, em 2015, foram responsáveis por quase metade dos impactos (cerca de 181.000 mortes prematuras) em todo o mundo.
3) Linhas de crédito para empresas concessionárias do transporte público
aprovou mudanças no Programa Fundo Clima, que permitirão o financiamento de ônibus e caminhões elétricos, híbridos e outros modelos com tração elétrica; e ônibus movidos a etanol,
com taxas entre 4,03% e 4,55% ao ano.
Banco Mundial: O Banco Mundial tem uma iniciativa chamada NDC Support Facility que auxilia tomadores de decisão a fortalecer suas capacidades técnicas para promover iniciativas de transporte público eletrificados.

4) Além de possível, é desejável!
No mês de Março, a Minha Jampa junto com o Engajamundo, realizaram uma consulta pública com objetivo de compreender a experiência do usuário do transporte público em João Pessoa. Constatou-se que: 74,8% dos entrevistados sentem-se incomodados com gases liberados pela queima do diesel nos ônibus, enquanto 96,3% acreditam que esses mesmos gases prejudicam a saúde.
Além disso, 98,1% consideram que os gases emitidos pelo ônibus impactam negativamente o meio ambiente. E o mais importante: 57,1% dos usuários consideram que a responsabilidade de reduzir as mudanças climáticas é de todos: governos, empresas, ONGS e sociedade civil.







Pesquisa conduzida em março de 2019 pelas organizações Minha Jampa e Engajamundo (Núcleo Paraíba) com o objetivo de avaliar o grau de satisfação dos usuários do transporte público de João Pessoa.
ESSA MOBILIZAÇÃO É
UMA INICIATIVA DE:





Entramos nessa mobilização porque acreditamos que investir na frota do transporte coletivo urbano é uma das soluções para os vários gargalos da mobilidade urbana. Mas não adianta aumentar a frota de ônibus movidos a um combustível poluente e aumentar o impacto na saúde das pessoas e meio ambiente. Por isso, o nome da campanha é Peça Parada! - chega de ônibus velho, chega de ônibus barulhento e chega de ônibus poluente! O nosso destino final? Uma cidade com transporte público de qualidade, usuários satisfeitos e livre de qualquer poluente nos ônibus!






O Engajamundo é uma rede de abrangência nacional formada por jovens e para jovens sem fins lucrativos. Tem como propósito formar jovens conscientes de seu impacto social e ambiental, e capazes de participar efetivamente das decisões locais, nacionais e internacionais que afetam diretamente nosso presente e futuro.
COM APOIO DE:






Construímos e apoiamos movimentos para avançar na luta por um mundo aberto, justo e habitável. A campanha Mais Ônibus, Menos Diesel é um chamado para que, em grupo, você e organizações parceiras criem campanhas de mobilização para transformar o transporte público na sua região. Se a cidade com a maior frota de ônibus da América Latina conseguiu, a sua pode também. Esse movimento está só começando.